15 de agosto de 2019

Frente em prol de melhorias no combate ao câncer infantil é lançada

No país, a doença é a segunda causa de morte entre crianças e adolescentes, mas ainda faltam políticas direcionadas ao investimento, diagnóstico e tratamento

 

Diário de Petrópolis

 

A Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE) participou do lançamento da Frente Parlamentar de Prevenção e Combate ao Câncer Infantil, nesta terça-feira, dia 13, em Brasília (DF). Criada pelo deputado federal Bibo Nunes (PSL-RS), o objetivo é unir esforços na Câmara Federal, poder executivo e demais setores interessados para debater ações necessárias para melhorias na área da oncologia pediátrica.

“Essa ação tem grande importância, já que o câncer infantojuvenil tem características muito diferentes quando comparado aos tipos de câncer que incidem no adulto”, reforça o presidente da SOBOPE, Dr. Claudio Galvão.

Câncer infantojuvenil no Brasil

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer é a segunda causa de morte entre crianças e adolescentes, na faixa etária de um a 19 anos. Dessa forma, a Frente analisará a necessidade de implantação de novas políticas públicas e recursos orçamentários necessários.

Galvão explica ainda que “as crianças têm tumores de crescimento mais rápido. Mas, se tratadas adequadamente, há maior chance de cura. Os tumores pediátricos também exigem maior tempo de internação e disponibilidade de leitos”.

Para a instituição da Frente, foram obtidas mais de 200 assinaturas, e o lançamento contou com mais de 20 deputados federais e instituições como CONIACC, Abrace, Instituto Ronald McDonald, Instituto do Câncer Infantil do RS e GRAACC.

Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica 

Fundada em 1981, a SOBOPE tem como objetivo disseminar o conhecimento referente ao câncer infantojuvenil e seu tratamento para todas as regiões do País e uniformizar métodos de diagnóstico e tratamento. Atua no desenvolvimento e divulgação de protocolos terapêuticos e na representação dos oncologistas pediátricos brasileiros junto aos órgãos governamentais. Promove o ensino da oncologia pediátrica, visando à divulgação e troca de conhecimento científico da área em âmbito multiprofissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *